quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Palavras

Sou a palavra
que calas
O grito
sufocado
 em teu peito
Sou da tua voz 
o silêncio
A resposta certa
na medida exata
da pergunta feita
em tua voz calada
Sou tudo
dentro do teu nada
Sou palavra
Um verso
perdido,
esquecido,
numa folha em branco
rasgada.

sábado, 21 de janeiro de 2017

Verdades

Estou no limite!
Na linha tênue 
entre a loucura e a sanidade
No limite que separa 
o amor da amizade.
E antes que eu me arrependa
e um de nós se ofenda
ou me volte a sanidade,
eu finjo que me engano,
oras te odeio noutras te amo
resta saber qual a verdade?!


sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Saudade

Saudade
Por que tu vens assim
sem me avisar?
Sem recado
Dizendo a hora
Para eu te esperar...
Para preparar o coração
limpar a casa
Ajeitar a alma
Arrumar a sala
e por uma música pra tocar...
Saudade,
porque me tomas sem avisar?
Sem me dar tempo,
me envolve por dentro
e me põe a chorar!
Saudade...
Já que és minha amiga,
é melhor eu me acostumar....

domingo, 15 de janeiro de 2017

Devaneio

Não sei se é a saudade que faz eu ter lembranças tuas ou se é o contrario, se são as lembranças que me fazem ter essa saudade doendo no peito.
Talvez seja um misto dos dois! Uma insensatez em te procurar, ainda na minha vida, que faz com que eu veja imagens tuas aonde não estás. 
Deve ser loucura! Mas ainda há pouco eu conversava contigo, sentia o calor de teu corpo próximo ao meu. Podia sentir o cheiro de teus cabelos, o toque de tua pele... 
É estranho, pois mesmo agora, enquanto escrevo converso contigo, tua voz me atrapalha, me tira o foco, além do juízo.
E se não for apenas saudade, é loucura, eu já perdi os sentidos!

Premonição

Hoje meus fantasmas estão tão próximos que se eu esticar os dedos posso tocá-los...
Posso sentí-los se aproximando, pondo sãos mãos frias sobre meu ombro...
Posso sentí-los no arrepio da minha pele...
Posso sentir o cheiro de seus cabelos trazidos pelo vento, posso ouví-los soprando infortúnios aos meus ouvidos...
Posso afastá-los, mas não quero!

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Poema triste

Se a saudade em meu coração reside
como posso falar de amor
e não ser triste?!
Se da terra tu partiste
como posso olhar o céu
e não ficar triste?!
Se a Saudade no coração reside
Como posso fazer poesia
fingir alegria,
ainda que triste?!
Se a dor no coração insiste
Que posso fazer além de chorar,
amar,
viver,
embora triste?!
Se a saudade no coração reside,
te faço um poema,
ainda que triste...

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Incompreensão

Não é de tristeza
que minha alma é feita
mas ela pode ficar triste também.
Mas nem todo mundo entende
que chorar também faz bem!
Não é de tristeza 
que meu coração é cheio,
mas ele pode ficar triste também.
Mas nem todo mundo entende
que você, nem sempre,
vai estar bem.
A vida é um vai e vem...
O amor de hoje
amanhã pode virar desdém!
Mas nem todo mundo entende
que você, nem sempre, estará bem!
E nesse vai e vem
o coração sorri
e tem o direito de chorar também!
O amor que se foi
O amigo que perdeu
O sonho que passou
E tudo aquilo que não esqueceu...
Mas nem todo mundo entende
e quer você sempre bem!
E nesse vai e vem
Você sorri por fora
e por dentro sua alma chora
o que lhe convém...
Porque você não é só tristeza,
mas chorar também te faz bem.

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Céu Particular

O meu céu particular é como sala de aula de anos iniciais, é pequeno e cheio de tudo que se precisa. Tem crianças ocupando cada espacinho, tem papel em branco, tem tinta e cores e tem pó de giz. Minha alma é manchada dele, como minhas mãos e roupa e isso me deixa feliz.
O meu céu particular é feito hora do recreio de escola: tem algazarra, correria, risadas e gritaria. É assim a felicidade, é assim quando as pessoas que se gostam se encontram, tudo vira recreio...
No meu céu particular sempre tem música tocando, sempre tem palavras e frases, pelo ares voando... Pedaços de mim, pedaços de poesias, pedaços de amor, seja onde for... 
E, como não poderia faltar, no meu céu particular tem cachorros por toda parte, de todas as raças, de todos os tamanhos e de todas as cores... 
É meu céu particular e nele cabem todos os meus amores.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Prece

Se o primeiro amor não se esquece
a ele faço uma prece...
De joelhos dobrados,
de coração entregue..
Se o primeiro amor não se esquece
a Ele minhas preces...



In Memoriam